main-header

Etanol é esperança para aumentar consumo de calcário em São Paulo

O consumo de calcário no agronegócio paulista em 2020 teve uma leve alta, na casa de 2,8%. A ampliação se dá na comparação com o ano anterior.

A expectativa da indústria produtora de calcário no estado é que o consumo em 2021 apresente uma alta próxima de 10%. A política de combustíveis adotada pela Petrobrás tende a levar parte dos motoristas a abastecer com etanol, o que impulsionará a indústria canavieira nos próximos meses.

A avaliação é do presidente do Sindicato das Indústrias de Calcário e Derivados para Uso Agrícola do Estado de São Paulo (Sindical), João Bellato Júnior.

Leia mais:Etanol é esperança para aumentar consumo de calcário em São Paulo

Inflação interna: o que as empresas de calcário precisam avaliar

Estudo realizado por uma associada do Sindical aponta que a inflação interna dos custos para a produção de calcário no ano passado foi de 12,96%. Embora com itens que variem entre as empresas, o levantamento mostra o cuidado que deve se ter na condução dos negócios, principalmente em períodos de indefinição como os vividos nesta pandemia.

Leia mais:Inflação interna: o que as empresas de calcário precisam avaliar

Sindical orienta sobre ICMS nas operações internas com calcário

As recentes alterações na aplicação das normas de ICMS no estado de São Paulo geraram dúvidas entre os produtores de calcário. Nesse sentido, o Sindical emitiu circular com orientação aos associados sobre como ficam as questões envolvendo o imposto quando das operações internas envolvendo o corretivo para fins agrícolas.

Leia mais:Sindical orienta sobre ICMS nas operações internas com calcário

Importância da Calagem

Cartilha - Metodologia Oficial de Análises de Corretivos de Acidez

Boletim Calcário 2017

Busca rápida

Login

Entrevista - Canal Rural

Espaço do Agricultor

YoutubeTwitterFacebook